DESTAQUES


Tomara ao vivo na Casa da Música

Depois da edição de “Favourite Ghost”, em finais de 2017, e de uma  série de apresentações ao vivo (de onde se destacam os concertos no Vodafone Mexefest ou no festival Bons Sons), Filipe C. Monteiro esteve dedicado à co-produção de “Vai e Vem”, o mais recente álbum de Márcia e à participação, a convite de Carminho, no disco “Maria".

2019 marca o início de uma nova digressão que levará TOMARA e o seu trabalho de estreia “Favourite Ghost” a diversas salas do país. Às datas já agendadas, que incluem São Miguel (Açores), Leiria, Torres Vedras e Oeiras, junta-se agora o convite da Casa da Música para integrar TOMARA na sua programação. O concerto, que aconteceráa 18 de Abril, marca não só a estreia da banda na cidade do Porto em formato completo, como será também a primeira vez que o espectáculo integraráuma importante e cuidada componente cinematográfica realizada pelo próprio Filipe C. Monteiro.

 

"Esta é uma tour para tentar levar o meu primeiro disco a mais gente. Temos concertos confirmados em várias salas do país. Eu destaco o Porto porque éuma cidade que me diz muito e onde já toquei inúmeras vezes com outros projectos, mas nunca com a formação completa de TOMARA. O convite da direcção artística da Casa da Música para integrar TOMARA na sua programação enche-me de orgulho, por ser uma das salas que mais dignifica a música e os músicos em todos os géneros, que é transversal em termos de estilo musical e isso é, já por si, um apoio enorme à Arte e à Cultura".

 

Ainda antes de subir ao palco da Casa da Música, durante o mês de Março, Filipe C. Monteiro juntar-se a Tiago Bettencourt e a Surma numa residência artística nas Caldas da Rainha, no âmbito do Festival Impulso, onde criarão juntos temas inéditos que serão apresentados ao público em finais de Maio no decorrer desse evento.


Tomara ao vivo na Casa da Música