ARTISTAS / MOMO


O cantor e compositor Momo, alcunha musical de Marcelo Frota, tem no seu grupo de seguidores nomes como Patti Smith e David Byrne, gigantes que partilharam a sua música em playlists e murais de facebook. Camané é um dos mais recentes fãs confessos deste brasileiro que escolheu Portugal para viver: “Para além de amigo do Marcelo, fiquei fã da música do Momo. É um excelente letrista, com sensibilidade para retratar o quotidiano, em especial, o de Alfama, onde viveu durante este último ano”, conta o fadista.

“Voá” foi editado pela Universal no início de 2017. “Pensando Nele”, em parceria com o escritor e poeta Thiago Camelo, acabou por ser escolhido como primeiro single de um disco produzido por Marcelo Camelo. O quinto trabalho de originais inclui ainda colaborações com Rita Redshoes no tema “Mimo” e do compositor brasileiro Wado em “Nanã”.

Momo lançou “A Estética do Rabisco” (2006), “Buscador” (2008), “Serenade of a Sailor” (2011) e “Cadafalso” (2013). Os quatro mereceram o aplauso da imprensa internacional e o reconhecimento de publicações de referência do Brasil como O Globo que escolheu “Serenade of a Sailor” para ombrear com discos de Chico Buarque e Criolo nas escolhas para melhores trabalhos de 2011. O canal de televisão Multishow também distinguiu Momo com um prémio revelação no mesmo ano.

O artista integra a colectânea “A Tribute to Caetano Veloso” com a música “Alguém Cantando”, ao lado de nomes como Rodrigo Amarante, Beck, Ana Moura e Marcelo Camelo, entre outros. Juntamente com Wado e Cícero, Momo gravou em Lisboa em 2013 o trabalho “O Clube” que celebrou o encontro dos três brasileiros com os artistas portugueses Fred Ferreira (Banda do Mar, Orelha Negra), Diego Armés (Feromona, Chibazqui), Bernardo Barata (Diabo na Cruz) e Alexandre Bernardo (Laia).